sexta-feira, 5 de junho de 2020

ESPANCAMENTO E TORTURA: PC IDENTIFICA ACUSADAS DE CRIME CONTRA VÍTIMA DE 20 ANOS

Imagens de dois vídeos que circulam nas redes sociais mostram a insanidade, a perversidade e a covardia de três mulheres contra outra mulher durante uma sessão de espancamento e tortura na periferia de Remígio, no Agreste.

As cenas foram gravadas pelas próprias agressoras.
As agressões são contra uma jovem de 20 anos de idade, suspeita de maus tratos (a PC está apurando essa denúncia).
É uma sessão de tortura.
No vídeo, os gritos da vítima não são suficientes para cessar a violência.
Ela não para de sofrer pauladas.
Noutra cena, uma das agressoras pega um paralelepípedo e joga na mão da mulher por duas vezes até fraturar os dedos.
A outra agressora, não satisfeita, também faz o mesmo.
É o chamado tribunal do crime.
Tudo isso ocorreu no dia 27 de maio.
Como de praxe, foi parar nas redes sociais.
A espancada foi parar na enfermaria de um hospital, após vinte minutos de violência.
O delegado Cristiano Santana e equipe caíram em campo tão logo o caso chegou ao conhecimento da 12ªDSPC em Esperança.
Não demorou muito e as três acusadas foram identificadas.
Elas prestaram depoimentos e confessaram o crime.
As prisões preventivas dependem agora do entendimento da justiça.
Mas não parou por aí.
Um terceiro vídeo que circula nas redes sociais, mostra uma das mulheres que agrediram a jovem de 20 anos, também passando por uma sessão de pancadaria.
Ela teria cometido dois erros.
Conforme a polícia apurou, essa mulher é acusada de jogar o paralelepípedo na mão jovem e de ter vazado os vídeos.
E o preço, por esses dois erros, foi ser espancada também.
Este não é um caso isolado.
Na segunda-feira (1º de junho) a TV Borborema mostrou  um caso semelhante na cidade de Nova Floresta, no Curimataú paraibano.
Traficantes usaram da mesma violência contra supostos acusados de delitos na região.
A PC prendeu os envolvidos.
(Por www.renatodiniz.com)

2 comentários: