segunda-feira, 15 de outubro de 2018

TRABALHADOR QUE INALOU GÁS TÓXICO DURANTE MANUTENÇÃO DE ESGOTO MORRE EM CLÍNICA


Um dos homens que inalou gás tóxico durante uma manutenção em uma rede de esgoto de Campina Grande, no Agreste da Paraíba, morreu na noite deste domingo (14/10), em uma clínica particular da cidade.

O outro homem que também ficou gravemente ferido, Evaldo Leite da Silva, segue internado na mesma clínica.
De acordo com o serviço social da unidade, José Ailton dos Santos, de 38 anos, foi transferido do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande para a Clínica Santa Clara, por volta das 12h00 do domingo.
Por volta das 20h30, ele não resistiu e morreu.
O acidente aconteceu no dia 9 de outubro, enquanto os dois homens faziam uma manutenção em uma das redes de esgoto da cidade. Segundo o Corpo de Bombeiros, Evaldo Leite da Silva e José Ailton trabalhavam em um espaço apertado com aproximadamente cinco metros de profundidade, onde havia grande concentração de gás tóxico.
A Cagepa informou que a primeira ação tomada no dia do acidente foi dar assistência aos acidentados.
A companhia pretende fazer ainda uma perícia para identificar as causas do acidente.
A vítima que entrou primeiro no local do acidente pediu ajuda e tentando salvá-la, o outro homem também foi atingido.
Um deles é funcionário da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), já o outro é colaborador de uma empresa que presta serviços para o órgão.
(Do G1 PB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário