quarta-feira, 7 de novembro de 2018

PC PRENDE MAIS UM ACUSADO DE INVADIR FAZENDA, ROUBAR, AMARRAR E ESPANCAR O PROPRIETÁRIO

*Acusado estava trabalhando com garçom em Recife
*PC já havia prendido dois; quarto envolvido está foragido
Uma ação da polícia civil em Pernambuco prendeu nesta terça-feira (06/11), em Recife, mais um acusado de invadir uma fazenda, praticar um roubo, amarrar e espancar o proprietário.

O fazendeiro ficou sob o domínio dos acusados durante seis horas.Foi um trabalho conjunto da PC pernambucana com a 12ªDSPC da Paraíba.
Contra André Luiz Reis de Morais, "androzone", foi cumprido um Mandado de Prisão Preventiva expedido pela Comarca de Soledade.
O Delegado Durval Barros que, juntamente com o delegado Jorge Luiz e agentes, já havia prendido outros dois envolvidos, investigou e descobriu que André Luiz estava em Recife trabalhando como garçom.
De acordo com Durval Barros, foram seis meses de investigação.
Após a confirmação do paradeiro do foragido, o delegado pernambucano Paulo Furtado e equipe localizaram "androzone".
O acusado é de Sossego, no Curimataú.



A fazenda invadida fica em Olivedos, na mesma região.
O crime ocorreu em abril do ano passado.
Quatro assaltantes praticaram o roubo e um deles ainda está foragido.
ENTENDA O CASO
A fazenda foi invadida foi invadida em 26 de abril do ano passado.
Eles ficaram na casa durante quase seis horas.
O proprietário conseguiu fugir bastante debilitado.

A PC investigou e chegou aos culpados.
Em abril deste ano equipes da 12ªDSPC cumpriram Mandados de Prisão contra dois deles: Lucrécio Paulo da Silva e Rafael Anísio da Silva.
A AGONIA DO FAZENDEIRO
O proprietário sofreu cortes nos braços, foi esmurrado e chutado.
Os acusados amarraram com tanta força que as marcas das cordas  ficaram nos braços e pernas durante aproximadamente quinze dias.
Além do espancamento, ele foi torturado psicologicamente.
De acordo com a PC, "na época, várias objetos da vítima foram recuperados na cidade de Sossego quando os acusados foram presos em flagrante delito por posse de armas e por receptação”.
Lucrécio e Rafael confessaram o crime.
A polícia continua à procura do quarto acusado: Antônio de Lima Souto.
(Por www.renatodiniz.com)

2 comentários: