quinta-feira, 1 de agosto de 2019

STIUPB VAI DISCUTIR PRIVATIZAÇÃO, REFORMA DA PREVIDÊNCIA E OUTROS TEMAS

*Encontro será com delegados de base da Cagepa e Energisa
O Sindicato dos Urbanitários da Paraíba (Stiupb) estará realizando nos dias 07 e 10 de agosto encontros com toda sua diretoria e delegados de base da Cagepa e Energisa para a discussão de temas de muita preocupação para essas categorias. 

Em pauta o PL 3261, do edital de licitação dos serviços de água e esgotos em Campina Grande, reforma da Previdência, PL 889, saque do FGTS, além do ACT e PLR  da Energisa, entre outros assuntos.
O presidente do Stiupb, Wilton Maia Velez, informou que o momento atual vivido pelos servidores da Cagepa é de apreensão, diante do Projeto de Lei 3261, que tramita na Câmara dos Deputados e que modifica o Marco Legal do Saneamento.
O PL na verdade, permitirá a privatização dos serviços públicos de água e de esgotos, ou seja, de todo o saneamento, em nome de uma universalização do saneamento que só vai ser levada (precariamente) para as grandes cidades.
Além disso, há ainda iniciativa da Prefeitura de Campina Grande que já realiza a publicação de Edital para estudar a possibilidade de PPP no setor de saneamento, ou seja, entregar à iniciativa privada.
O encontro com os diretores sindicais e Delegados de Base da Cagepa será no dia 07, das 08h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h30, com a seguinte pauta:
1. Saque do FGTS
2. PL 3261- Privatização Saneamento
3. Licitação do Saneamento em Campina Grande
3. PL 06/2019- Reforma da Previdência
ENERGISA
Já o encontro com os delegados e delegadas de base da Energisa será no dia 10 deste mês, também no Stiupb, das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 16h00.
A pauta da reunião será:
1. Saque do FGTS
2. PL 06/2019- Reforma da Previdência
3. PLR (Participação nos Lucros e Resultados) 2019
4. Além de discussão sobre o Acordo Coletivo de Trabalho 2019
FGTS
Wilton Maia afirmou da necessidade de todos os delegados e delegadas participarem dessas reuniões, objetivando assim eles possam ter informações, não apenas das lutas específicas da categorias, mas das novas iniciativas apresentadas pelo Governo Federal e que estão sendo apresentadas como benéficas.
No caso da liberação do FGTS, temos que discutir este tema por apresentar risco ao trabalhador que aderir ao saque aniversário”, pontuou o presidente do Stiupb.
(Por Assessoria)

Nenhum comentário:

Postar um comentário