terça-feira, 8 de outubro de 2019

FIM DO MISTÉRIO? PC PRENDE SUSPEITO DE MATAR JOVEM EM 2014

(João Amaro: vida interrompida aos 18 anos)
A polícia civil em Campina Grande pode ter colocado um fim a um mistério que dura cinco anos: o assassinato de um jovem quando ele voltava para casa em 2014.

A morte de João Amaro Medeiros Neto, que tinha 18 anos, comoveu a cidade.
Na tarde desta terça-feira (08/10) policiais da Delegacia de Roubos e Furtos prenderam um suspeito, Luciano Barbosa, no Bairro Malvinas.
A prisão é temporária e foi determinada pela justiça.
A acusação é de latrocínio.
O CRIME
Por volta de 01h00 do dia 27 de março de 2014, dois homens em uma moto Bross dispararam contra dois jovens que estavam em uma moto Honda Pop de cor preta que voltavam do trabalho.
Os tiros atingiram João Amaro Medeiros Neto, 18 anos, no abdome e tórax.
O condutor da Pop, de 21 anos, disse que de imediato João Amaro caiu ao chão.
O piloto abandonou a moto e correu, mas não foi atingido.
Ele acredita que o objetivo dos homens era roubar a moto em que ele a vítima estavam.
Tudo aconteceu por trás do Residencial Santa Bárbara, no Dinamérica.
João Amaro foi conduzido para o Hospital de Trauma, mas devido à gravidade dos ferimentos, por volta das 03h45 acabou morrendo.
O rapaz trabalhava como telemarketing no Call Center, havia apenas três meses, e morava na Rua Severino de Almeida Castro, Ramadinha I, em Campina Grande.
(Por www.renatodiniz.com)

Um comentário: