sexta-feira, 22 de novembro de 2019

NÃO QUERIA FAZER PARTE DE FACÇÃO E ACABOU ASSASSINADO

*Ex-presidiário foi morto a tiros e amigo dele acabou ferido
No final da tarde desta sexta-feira (22/11) um adulto foi morto tiros  e outro foi ferido por um albergado.
O crime tem a ver com a recusa de que a vítima fatal não queria fazer parte de uma facção criminosa infiltrada nos presídios e dezenas de cidades da Paraíba.
O homicídio aconteceu na periferia de Remígio.
COMO FOI
("Galalau": acusado)
Anderson Guedes dos Santos, de 24 anos, que morreu no local, conversava, numa calçada, com um amigo na Rua Toinha Gonçalves, no “Buraco da Gia”, onde morava.
O acusado, identificado como “galalau”, apareceu por trás de um ônibus e começou a atirar contra Anderson, conhecido como “Pedrinho”.
Diante disso, o amigo de Anderson partiu para  luta corporal com “galalau” e acabou ferido no braço, sem gravidade.
A polícia conseguiu apurar que o acusado queria obrigar Anderson a fazer parte da facção criminosa.
Tanto vítima, quando acusado já cumpriram penas juntos na Cadeia de Remígio e entre eles já tinha ocorrido desavenças.
Três meses atrás o acusado já havia tentado mantar Anderson.
Conforme informações obtidas junto à polícia pelo www.renatodiniz.com, Anderson já teve envolvimento com droga, furtos e roubos em Remígio.
“Galalau”, o acusado, estava sendo procurado por quebra de albergue.
Ele é envolvido com o tráfico.
(Por www.renatodiniz.com)

Um comentário: