sexta-feira, 3 de julho de 2020

SUSPEITO DE MATAR CAPOEIRISTA EM CAMPINA É PRESO EM SÃO PAULO

O suspeito de assassinar a capoeirista Cristiane Soares, “Cris Nagô”, foi preso em Presidente Venceslau, em São Paulo.
A cidade fica distante 610km da capital paulista e está localizada na região de Presidente Prudente.
O crime ocorreu em fevereiro deste ano.
O suspeito, identificado como “mamute” seria ex-aluno da vítima e a matou por causa de ter sido excluído do grupo, conforme levantamentos da PC.
A informação da prisão dele foi divulgada na Patrulha da Cidade/TV Borborema desta sexta-feira (03/07).
Conforme o delegado Cristiano Brito, ele estava preso em São Paulo desde fevereiro, por outro crime.
O CRIME
A professora de capoeira foi assassinada a tiros na tarde do sábado (1º de fevereiro) dentro do Parque Liberdade, em Campina Grande.
Cristiane Soares, de 43 anos, estava dando aula quando um homem se aproximou e efetuou cinco tiros (rosto e cabeça).
O assassino usava um casaco, chegou ao Parque, perguntou por "cris" e ao saber onde ela estava se dirigiu a uma das tendas, ao identificá-la, sacou de um revólver e disparou.
Em seguida o assassino fugiu a pé e do lado de fora pegou um mototaxista.
(por www.renatodiniz.com com informações da TV Borborema)

Um comentário: