quarta-feira, 26 de setembro de 2018

PC PRENDE SUSPEITO DA MORTE DE RECICLADOR EM CAMPINA


*Acusado de morte no Mutirão também foi preso
Policiais civis da DH/Campina Grande cumpriram um Mandado de Prisão Temporária contra um suspeito de ter assassinado um reciclador na noite de 29 de janeiro deste ano.
O crime ocorreu no Bairro Santa Rosa.
A vítima, morta com tiros no tórax e pescoço, foi Patrício da Costa Lucena, de 38 anos.
("Manteiga")
Em comunicado, a delegada Ellen Maria informa que o indiciado Mateus Lucas Arantes de Sousa, 18 anos, conhecido como “manteiga”, tinha inimizade com Patrício.
Patrício, inclusive, tinha sofrido uma surra de Mateus e chegou a ser socorrido para o Hospital de Trauma.
A prisão de “manteiga” ocorreu na “favela do papelão”, ao lado do Meninão, no Dinamérica.
O CRIME
Por volta das 23h20 de 29/01 Patrício foi morto na Avenida Dinamérica Alves Correia.
Ele morava na Rua Manoel da Silva, na Vila Cabral/Santa Rosa e era catador de reciclagem.
A família acredita que a morte pode ter sido motivada por dívida.
ACUSADO DE MORTE NO MUTIRÃO
Já Richard Guilbert foi preso preventivamente acusado de ser o autor da morte de José Libório Ferreira da Silva,  crime ocorrido no dia 03 de junho deste ano no Mutirão.
Segundo in formações da DH havia uma rixa entre acusado e vítima.
O preso já teria tentado contra a vida de Libório antes.
O CRIME
José Líbório Ferreira da Silva, de 29 anos, foi encontrado morto na Rua Angola, por volta das 06h00 dodomingo (03/06).
Ele era albergado, mas se encontrava foragido.
"Ceará", como era conhecido, foi morto com um tiro na coxa e outro no abdome.
(Do www.renatodiniz.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário