sexta-feira, 19 de julho de 2019

MULHERES PARAIBANAS SE REÚNEM EM ENCONTRO DE PREPARAÇÃO À MARCHA DAS MARGARIDAS 2019

Organizações de mulheres do campo e da cidade, movimentos sociais, sindicatos, associações, partidos e entidades da Paraíba realizaram nesta quinta-feira (18/07) um encontro estadual preparatório para a Marcha das Margaridas 2019, que acontecerá em Brasília nos dias 13 e 14 de agosto.

O evento reuniu 170 mulheres e ocorreu no Centro de Formação Elizabeth e João Pedro Teixeira, em Lagoa Seca, no Agreste.
Giselda Bezerra, do Polo da Borborema, deu as boas vindas e falou sobre a importância da aliança entre campo e cidade diante do momento atual: “Nós estamos em tempos não muito bons, mas estamos resistindo a tudo isso. Desde janeiro, estamos participando de processos preparatórios, bebemos de nossas experiências e elas nos trouxeram até aqui. O tempo é de unificar, por isso esse encontro hoje é tão importante, precisamos resistir juntas”, disse.
Na sequência, houve a exibição do vídeo “Mãe Terra” (1987) que retrata o cotidiano duro da mulher trabalhadora rural no Brejo da Paraíba, Sertão e Mata de Pernambuco no final dos anos 1980. 
O vídeo foi capaz de recuperar o contexto político e social da época em que militou Margarida Maria Alves. 
O documentário gravado quatro anos após sua morte, foi produzido pela TV VIVA e pelo Centro de Cultura Luiz Freire.
Em seguida, uma mesa de diálogo trouxe os depoimentos de Maria Soledade Leite e Carmelita Pedrozo, duas mulheres que militaram ao lado de Margarida Maria Alves e de Penha do Nascimento nos anos 80 em Alagoa Grande. 
Participaram ainda da mesa Ana Paula Romão de Souza Ferreira, professora do Departamento de Habilitação Pedagógica do Centro de Educação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), pesquisadora da vida de Margarida Maria Alves, e Dilei Schiochet do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra da Paraíba (MST-PB).
(www.renatodiniz.com Por Áurea Olímpia – centrac.org.pb)
Foto: Palloma Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário