quarta-feira, 1 de abril de 2020

TRANSPORTE COLETIVO URBANO ENTRA EM COLAPSO NO PRÓXIMO DIA 5, PREVÊ NTU


Caso o governo não socorra o setor, empresas afirmam que não conseguirão pagar salários e manter frota adequada.
Quase 200 cidades no país estão com o serviço paralisado por decisão da autoridade local

Empresas de transporte público coletivo urbano correm o risco de paralisar suas atividades em todo o país, a partir do próximo dia 5 de abril, por falta de recursos para a folha de pagamento dos colaboradores em função da crise causada pelo coronavírus.
O setor não vai tomar a decisão de parar.Temos responsabilidade social e sabemos da relevância desse serviço essencial. Mas infelizmente, na maior parte do Brasil, as empresas não conseguem mais bancar os custos dessa atividade”, desabafa Otávio Cunha, presidente executivo da Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbanos (NTU).
Ele informa que 184 cidades já foram obrigadas a suspender o serviço por decisão do poder público.
A Associação já enviou ofício ao Ministro da Economia, Paulo Guedes, pleiteando apoio financeiro emergencial e alertando sobre a urgência dessa ação para evitar o colapso do setor.
Entre os casos mais críticos, ele destaca reduções da ordem de 85% em Goiânia (GO), 75% nas cidades do interior de São Paulo, 79% em Porto Alegre (RS), 75% em Salvador (BA) e 70% na região metropolitana de Belo Horizonte (MG).

Nenhum comentário:

Postar um comentário